Frito na Hora
Sobre

Sobre FNH

O Frito Na Hora é um coletivo musical que trabalha a improvisação dirigida ao vivo. Esta é uma maneira singular de composição em tempo real na qual os improvisadores (instrumentistas e regente) se comunicam por meio de um sistema de senhas e sinais apresentados com as mãos e com o corpo.

Com uma base instrumental composta por percussão, piano e eletrônicos, o Frito Na Hora explora também o conjunto vocal, o gestual e a expressão corporal. O intenso jogo entre cena e som gera uma gama de possibilidades cênicas e musicais, e é este o material criativo das composições que são elaboradas “Na Hora” e diante do público. As músicas são resultado da comunicação imediata entre instrumentistas e regente, e cada show é inédito e singular.

O FNH é composto por Analu Braga, Daylon Gomide, Dudu Sanábio, Felipe Bastos, Gabo Da Luz, Juliana Floriano, Laura Lopes, Chaya Vazquez, PG Rocha e Poliana Tuchia, artistas que no palco somam-se como músicos, atores, palhaços, poetas e apaixonados, revelando uma multiplicidade de linguagens que amplia o horizonte das composições.

Os espetáculos do Frito Na Hora são cuidadosamente pensados para cada proposta, e
Incorporam ao improviso elementos próprios de cada ocasião. Estes conteúdos auxiliam a construção estética dos espetáculos, e podem se manifestar no espetáculo em aspectos como o figurino, tema de show, e intervenções cênicas e sonoras. Todo este universo único da improvisação reflete na personalidade dos espetáculos do FNH, que despertam a curiosidade do público, e provocam experiências dançantes e imprevisíveis.

Inspiração

Releases

CurrículoSaiba mais sobre a história da Orquestra

O espetáculo (quem somos)

anterior
  • O Espetáculo
  • O Espetáculo
próximo

Os espetáculos do Frito Na Hora são cuidadosamente pensados para cada proposta. A Orquestra incorpora a cada apresentação elementos próprios de cada ocasião linkando assim, o seu evento com a estética e identidade dos espetáculos. Todo este universo único do improviso tonifica a personalidade e a singularidade de cada apresentação do Frito Na Hora.